RECREAÇÃO EM EMPRESA

Atualizado: Mar 19


Um dos grandes mitos da recreação é que ela está ligada única e exclusivamente com o universo da criança. Porém, certamente essa não é uma verdade. A recreação é direcionada e indicada para todas as idades, desde a criança até o idoso, e também, para todos os seguimentos. Inclusive empresas.


Visando comemoração de final de ano, dia do trabalhador, dia dos pais, mães, crianças, natal, páscoa, aniversário da empresa, gincanas, fixação de procedimentos e/ou apresentação de conteúdos nas SIPAT (Semana Interna de Prevenção e Acidentes de Trabalho), anúncio ou promoção de produtos ou serviços, melhora na autoestima, desenvolvimento do trabalho em grupo dos funcionários a recreação se faz presente para sanar essas necessidades das empresas.


A recreação não só causa uma melhora na produção da empresa assim como proporciona também uma melhora na qualidade de vida de seus colaboradores.


Confira um pouco do nosso trabalho com Recreação em Empresas



Os objetivos da recreação em empresas:


Os principais objetivos da recreação nas empresas são: Autoconhecimento, Criatividade, Integração, Motivação, Senso de grupo (trabalho em equipe), Cooperação, Sociabilização, Bem estar físico, mental e social (gerando saúde) e outros solicitados pela empresa que for contratar os serviços do recreador.


A recreação também trabalha as necessidades individuais e suas virtudes, como por exemplo, medo, vergonha, agressividade, liderança, autoconfiança, entre outras.


Forma de desenvolvimento da recreação em empresas:


A recreação é desenvolvida dentro de um clima sadio onde as características e necessidades da empresa são o foco principal. Por exemplo, se o perfil da empresa é um perfil mais sério, a recreação deve seguir este padrão, caso o perfil da empresa seja mais descontraído o tipo de recreação então será também mais descontraído.


Team Building


Minha empresa trabalha com o chamado TEAM BUILDING. Ele envolve o uso de atividades práticas em grupo, de caráter lúdico e interativo, com o objetivo de fortalecer os laços entre os membros de uma equipe – e dessas equipes com as outras na empresa – de forma a poder contar com colaboradores mais engajados, que saibam trabalhar em equipe e atingir resultados consistentes de forma colaborativa. Ao “jogarem” juntos, os participantes desenvolvem relações mais reais e interações mais dinâmicas, o que transforma as experiências em aprendizados muito mais efetivos e duradouros, trazendo à tona uma verdadeira viagem de autoconhecimento emocional.


EXEMPLO DE ATIVIDADES

DUAS VERDADES E UMA MENTIRA

Uma ação bem simples de quebra gelo que pode durar 30 minutinhos, dependendo do tamanho da equipe, e ajuda as pessoas a se conhecerem melhor. Cada integrante dessa ação de team building deve escrever em uma folha de papel, sem que os outros vejam, 2 verdades sobre sua vida e 1 mentira, assinalando qual é a frase falsa. Depois, um voluntário começa a ação, lendo as 3 frases e o grupo tem que descobrir qual delas é a mentira. A atividade continua até que todos leiam suas folhas. Esta dinâmica é muito interessante porque as pessoas descobrem coisas sobre seus colegas de trabalho que nem imaginavam e, por outro lado, também descobrem o que as pessoas pensam deles.


INTEGRAÇÃO COM O AMBIENTE DE TRABALHO

Os participantes estão reunidos em uma mesa ou sala e o facilitador tem uma lista preparada previamente com perguntas como estas: Qual a marca do micro-ondas da copa? Quantas cadeiras tem a sala de reunião? Qual a cor do carpete do departamento de vendas? Quantos aparelhos de ar condicionado tem no setor de TI? É interessante notar como os participantes tentarão descobrir em grupo as respostas de algumas perguntas e perceberão que não chegam a um consenso, pois não conhecem muitas coisas de seu próprio ambiente de trabalho, um local onde passam muitas horas de suas vidas.


A TORRE DE BABEL

Para este jogo de team building é preciso ter umas 10 peças coloridas de lego (ou outro jogo semelhante) para cada participante. De preferência, peças iguais ou de formatos iguais. Assim, se são 6 participantes, é bom ter umas 60 peças de lego. O objetivo é que todos construam em conjunto uma torre de legos. Mas cada um dos integrantes desse jogo de team building receberá uma folha secreta, que não pode mostrar aos demais, com as instruções de como ela deve ser construída, por exemplo:


Participante 1: sua torre deve ter quatorze andares de altura


Participante 2: sua torre deve ser construída com blocos azuis e brancos


Participante 3: sua torre deve ser construída com blocos azuis, brancos e vermelhos


Participante 4: sua torre deve conter pelo menos 20 blocos


Participante 5: sua torre deve ter 3 sequências separada de 3 blocos vermelhos


Participante 6: a terceira linha da sua torre deve ser azul

Na verdade, nenhuma das instruções impede que as outras se realizem e os participantes terão que escutar o que os outros tem a dizer para que a torre seja completada conforme as instruções de todos, sem falhas.


DESARME A BOMBA

Você precisa de uma área grande e alguns materiais para realizar este jogo de team building, são eles, uma garrafa plástica de água mineral de 5 litros, fechada e com a água ainda dentro. Precisa ser daquelas que tem uma alça na lateral ou em cima. Uma corda de uns 15 metros de comprimento. Fita adesiva para marcar o chão. 2 cabos de vassoura.


Funciona da seguinte maneira: é delimitada com a fita uma área, pode ser um quadrado, que impede os participantes de se aproximarem a menos de 3 metros da bomba. No caso, a bomba é a garrafa plástica de água. Em outro extremo da sala, é delimitada uma “área de segurança” pequena, mas de tamanho suficiente para se colocar a “bomba”, a uns 10 metros de distância da outra área. O objetivo é que a equipe consiga transportá-la até a área de segurança, apenas usando a corda, sem tocar nunca na garrafa com as mãos ou com outro objeto, nem deixar a “bomba” tocar no chão fora da área delimitada. Os cabos de vassoura podem ser usados para posicionar a corda na “bomba”, mas não podem ser usados para transportá-la ou empurrá-la e nem devem tocar nela, só de leve, por acidente. Além disso, é proibido se aproximar a menos de 1 metro da bomba depois dela sair da área demarcada. O jogo exige muita paciência, resiliência e, principalmente, coordenação, pois é preciso que as pessoas nas diferentes extremidades da corda trabalhem em estreita parceria.

Se você tiver dúvidas ou contribuições, por favor, insira nos comentários. Ela poderá ajudar tantas outras pessoas!


0 visualização

Copyright Mestre Cleber Mena Leão Junior  |  Maringá, Paraná, Brasil  |  CEP: 87083-500