COMO ME APROXIMAR DAS CRIANÇAS?

Atualizado: Ago 22


Quanto você é contratado para um evento que você já realizou no ano anterior ou no mês anterior, você já conhece as crianças, sabe as vezes do que gostam de conversar e como aceitam as atividades, quais atividades mais gostam.


Isso é uma maravilha.


#sourecreador #sourecreadordesucesso #habilidadesdorecreador


Porém, quando nos deparamos com um evento ao qual não conhecemos nenhuma das crianças, nem mesmo “umazinha” para termos um ponto de contato com as demais. O que fazer?


No decorrer dos meus 14 anos trabalhando com recreação eu desenvolvi algumas técnicas na prática que deram muito certo, porém estudando sobre o assunto, descobri que as técnicas que eu utilizava na prática já existiam na teoria.


Essas técnicas são chamadas de Rapport


Rapport é uma palavra de origem francesa e não tem tradução para o português, entretanto, dentro da PNL (Programação Neurolinguística) criar o Rapport pode ser entendido como o estabelecimento de confiança, harmonia e cooperação em uma relação.


Tudo que o recreador precisa para se aproximar do seu público desconhecido e tornar aquele período o mais agradável e divertido para as crianças.


“Rapport é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a capacidade de ir totalmente do seu mapa do mundo para o mapa do mundo dele. É a essência da comunicação bem-sucedida” (Anthony Robbins)


BENEFÍCIOS DA TÉCNICA
  • É uma das maneiras mais rápidas e eficientes de gerar “confiança” em um diálogo.

  • Confiamos em pessoas que são parecidas conosco, com isso fica mais fácil conversar com as crianças e propor atividades para que eles participem e se divirtam.

  • Quando compreendemos alguém fica mais fácil de conduzi-lo pelo caminho adequado, em nosso caso, a participação das atividades.

  • Aumentar suas relações interpessoais.

  • Aprimorar um relacionamento.

  • Estabelecer confiança de forma instantânea.


ELEMENTOS UNIVERSAIS DO RAPPORT

Sorriso – é a chave universal do Rapport. Por isso, independente de como o recreador esteja emocionalmente (medo, apreensivo, irritado, nervoso) deve-se manter-se profissional, retirar a “caixinha de sorrido do bolso” e manter-se sorridente. Recreação é alegria, brincadeira, diversão.


Otimismo – transmite confiança e sensação de poder. Um recreador seguro do que vai propor, fortalece o aceite das crianças pelas brincadeiras. Se o recreador propor uma atividade sem confiança, certamente o seu público não vai topar realizar tal atividade.


Tratar o outro pelo nome – o som mais lindo que alguém pode ouvir é o do seu nome pronunciado. Eu sei, você não tem boa memória para nomes (eu também não). Mas é super necessário, no mínimo, aprender o nome das pessoas chaves: aniversariantes, melhores amigos, parentes, crianças líderes.


Paciência – saiba ouvir, pois quando alguém fala é porque quer ser escutado. Muitas crianças não tem o contato com os pais ou responsáveis que gostariam. Diante disso, elas não são ouvidas por que deveriam ouvi-las. Nesse caso, se elas quiserem conversar. Converse com elas, talvez naquele momento você é a única pessoa que ela pode contar. Isso gera um ótima aproximação.


COMO CRIAR O RAPPORT?

Para obter Rapport você pode espelhar qualquer parte do comportamento das crianças ajustando o seu comportamento verbal (fala) e não verbal (gestos) para se mover junto com ele. Isso é o mesmo que dar um comando para a mente inconsciente da pessoa, dizendo para confiar em você, pois é parecido com ele.


Esta técnica atinge um nível inconsciente, portanto tem que ser feita com DISCRIÇÃO, ELEGÂNCIA E SUTILEZA, caso contrário acabará irritando a criança, pois parecerá uma pessoa querendo implicar com seu colega imitando todos os seus gestos.


UTILIZANDO NA PRÁTICA COM A RECREAÇÃO

Movimentos Corporais: escolha qualquer movimento do corpo que seja constante e espelhe. Por exemplo, se a pessoa estiver gesticulando muito com os braços, no momento que você voltar a falar repita os mesmos movimentos que o seu interlocutor fez ao se expressar.


Qualidades Vocais: iguale a tonalidade, volume, ritmo, velocidade e etc.


Palavras: use as palavras que ela usa ou/e que coloca ênfase, use também seus termos preferidos, mesmo que estejam errados, mas é o que interessa para a criança. Exemplo: tipo, né, gírias que as crianças sempre utilizam.


Expressões Faciais: levantar sobrancelhas, apertar os lábios, enrugar o nariz e concordar mexendo a cabeça enquanto a pessoa fala.


Posição: fixe seu olhos na mesma altura dos olhos da criança. Ou seja, se for necessário você se agachar, agache-se. Nesse momento você está comunicando que está no mesmo nível dela.


Assunto: se for em uma festa de aniversário que o tema é Batman. Certamente o aniversariante gosta do Batman. Uma ótima aproximação é falar com ele sobre o Batman. Caso não saiba nada sobre a pessoa, visualize as roupas, o que ela usa, qual o desenho das roupas. Se uma menina veste uma camiseta da Barbie, certamente ela gosta da Barbie é uma aproximação para conversar sobre o mesmo assunto.


Estes são alguns dos espelhamentos possíveis, certamente há vários outros. Ressalto que, sempre faça o espelhamento de forma SUTIL, para que assim a técnica se torne eficaz.


Se você tiver dúvidas sobre Recreação nos envie uma mensagem!


REFERÊNCIAS

https://maispersuasao.com.br/rapport-e-confianca


Se você tiver dúvidas ou contribuições, por favor, insira nos comentários. Ela poderá ajudar tantas outras pessoas incluindo você mesmo!

O Professor Mestre em Ensino Cleber Junior é Mentor de Recreadores com mais de 1 milhão de visualizações em seus vídeos no Youtube. Criador da 1ª formação online para o Recreador de Sucesso no Brasil e do curso online o Recreador do Futuro. Prêmio Melhor Produção de Conteúdo e Influência Digital.

218 visualizações

Copyright Mestre Cleber Mena Leão Junior  |  Maringá, Paraná, Brasil  |  CEP: 87083-500